https://deco.casafaricrm.com/ContentFiles/7069/1689260299_0.jpg?quality=80&mode=crop&anchor=top&width=1080&height=480

Estremoz: 9 sítios para visitar na cidade alentejana

A cor branca e os detalhes históricos fazem de Estremoz uma cidade única. Conheça nove lugares de paragem obrigatória.

 

Conhecida como “cidade branca”, Estremoz guarda em si vários tesouros. Bordada a casas pitorescas e a jazigos de mármore brancos, a cidade é protegida pelas muralhas do velho castelo medieval.

Viaje até Estremoz e delicie-se com os sabores do Alentejo. Conheça, ainda, nove sítios que não pode deixar de visitar na cidade.

1. Rossio Marquês de Pombal

Comece o seu passeio pela zona baixa da cidade. O Rossio Marquês de Pombal é a praça central de Estremoz e foi recentemente requalificada.

Em seu redor, pode encontrar algumas bancas de vendedores e os principais estabelecimentos comerciais, bem como os edifícios administrativos mais importantes da cidade.

Contorne o Rossio e visite a Igreja de São Francisco. É um edifício medieval, com uma planta retangular, três naves e cinco tramos. A decoração espelha elementos naturalistas, zoomórficos e antropomórficos.

2. Centro Ciência Viva de Estremoz

No Centro Ciência Viva, a ciência e a tecnologia unem-se para proporcionar aos visitantes uma experiência única. Aprenda mais sobre o planeta e explore todos os fenómenos naturais.

Entrada do Centro Ciência Viva de Estremoz.
 

Esta casa da ciência está instalada no Convento das Maltezas, ou de São João da Penitência, um edifício quinhentista classificado como Monumento Nacional.

3. Museu Berardo

O Museu Berardo, em Estremoz, é uma iniciativa da Coleção Berardo e da Câmara Municipal de Estremoz. É neste museu que está exposta aquela que é considerada a maior, e mais importante, coleção privada de azulejos de Portugal. Conheça a história dos últimos oito séculos da azulejaria, através da exposição inaugural “800 anos de História do Azulejo”. Veja o programa de exposições.

Este museu está instalado no Palácio da Tocha, que conta com diversos pormenores em azulejo e mármore de Estremoz. No final da visita, poderá fazer uma degustação de vinhos.

4. Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho

Visite, ainda, as várias salas do Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho, onde pode encontrar as mais diversas coleções. Da barrística à etnologia, passando pela arqueologia, são muitas as temáticas que recheiam este edifício.

No primeiro piso, estão as coleções de arte popular e a reconstituição de uma casa alentejana de finais do século XIX. Já no piso térreo, estão as coleções de bonecos típicos de Estremoz e peças de olaria dos séculos XIX e XX.

5. Portas da cidade

Em vários pontos de Estremoz, encontra as portas da cidade. Perto do Rossio, fica a de Santo António. No sentido oposto, encontra a de Santa Catarina, que é considerada uma das mais bonitas.

Já na direção de Elvas, estará a dos Currais e, na zona alta, encontra a de Évora.

6. Castelo de Estremoz

O castelo medieval de Estremoz é um dos pontos de interesse mais importantes da cidade. De formato pentagonal, possui uma torre totalmente construída em mármore branco, que é denominada “Torre das Três Coroas”, por ter sido edificada ao longo dos reinados de três reis portugueses (D. Afonso III, D. Dinis e D. Afonso IV).

O castelo medieval de Estremoz situa-se na zona alta da cidade.
 

No início do século XX, recebeu intervenções que requalificaram o antigo Paço Real e a fortaleza. Foi, ainda, classificado como Monumento Nacional. O Paço Real foi transformado numa pousada, que tem uma das melhores vistas sobre Estremoz.

Para aceder ao castelo, passe pela Porta de Évora. Não continue a caminhada sem antes parar no Restaurante Alentejano ou no Café Águia D’Ouro, dois estabelecimentos típicos da cidade. Siga a placa que diz “pousada” e chegue até à Praça Luís de Camões, onde poderá observar um pelourinho manuelino.

7. Igrejas de Santiago e de Santa Maria

É na zona velha da cidade que, além do castelo, pode encontrar a Igreja de Santiago. É um edifício seiscentista de caráter popular. Na fachada, pode-se observar a torre sineira, um janelão do século XVIII e, sobre a porta, a cruz da Ordem de Avis.

Em frente à igreja, espreite a vista que o miradouro tem para lhe oferecer. E, de seguida, passeie por uma das ruas mais típicas de Estremoz, a Rua Direita. No fim da rua, pode admirar o Arco de Santarém.

Junto à pousada, está edificada, por sua vez, a Igreja de Santa Maria, a atual igreja matriz de Estremoz. Apesar de ter sido mandada construir a pedido de D. Sebastião, esta obra só ficou completa no início do século XVII.

É um edifico de estilo predominantemente maneirista. Quando foi construída, a sua largura era igual ao comprimento e à altura. No entanto, os atuais sete metros a mais no comprimento são devidos ao posterior alargamento da capela-mor.

8. Galeria Municipal Dom Dinis

Situada nos antigos Paços do Concelho, foi primeiramente inaugurado como Galeria de Desenho, para receber a exposição permanente de desenho do Museu Municipal. Porém, em 1996, passou a designar-se Galeria Municipal Dom Dinis, sendo casa de várias exposições temporárias. A entrada é gratuita a todos os visitantes.

Estátua em honra da Rainha Santa Isabel, esposa de D. Dinis.
 

Ao lado desta galeria, pode apreciar a estátua da Rainha Santa Isabel, que, segundo consta, faleceu na cidade de Estremoz.

9. Serra d’Ossa

Já a sair da cidade de Estremoz, em direção a Elvas, encante-se com a paisagem que a Serra d’Ossa lhe oferece. Flores e ervas campestres vestem a serra e fazem as delícias de quem por lá passa.

Conhecida pelos antigos como Monte de Vénus, a Serra d’Ossa tem 653 metros de altitude e é o pulmão de vários concelhos alentejanos.

Outros destinos: descubra as maravilhas escondidas nas cidades de Lisboa, Évora, Faro e Funchal.

Descubra o que o Alentejo e o Algarve têm para lhe oferecer no guia prático da DECO PROTESTE.